Poluição está sendo transformada em ladrilhos elegantes na Índia




14/10/2021

Não é por acaso que o jovem Angad Daryani, de 23 anos, dedicou os últimos anos de sua vida à criação de um purificador de ar mais barato, simples e eficaz, que não necessita de filtros descartáveis e que pode ser aplicado em larga escala: morador de Mumbai, na Índia, seu país apresenta a pior qualidade de ar em todo o planeta, e 22 das 30 cidades mais poluídas do mundo são indianas. Foi para enfrentar esse problema de imensas proporções que Daryani criou em 2017 a Praan, uma startup que vem desenvolvendo um sistema de filtros barato e versátil para ser utilizado ao ar livre nas grandes cidades, e que ainda permite que o material poluente coletado seja reaproveitado – e tornado, por exemplo, em matéria prima para elegantes azulejos.


Segundo pesquisas, mais de 1 milhão de pessoas morrem por ano na Índia por conta dos efeitos da poluição, e por isso Daryani sabia que sua invenção precisaria ter a eficácia como premissa principal. Enquanto outros sistemas de filtragem são caros e exigem constante manutenção, o equipamento da Praan mede 1,76 metro e pode ser instalado facilmente, por exemplo, em postes de luz nas ruas de uma metrópole, para filtrar cerca de 300 metros cúbicos de ar por minuto, e armazenar 11.540 centímetros de poluentes cada um – e sem a necessidade de uso ou troca de um filtro propriamente, a um custo, segundo consta, menor que o do novo iPhone Pro ao par de equipamentos.
O sistema da Praan exige somente que os filtros sejam esvaziados, em um prazo que pode variar de 2 a 6 meses de uso – e é nesse ponto que entra a parceria com outra empresa indiana inovadora, a Carbon Craft Design, para que o compromisso ambiental seja completo. Através do trabalho dessa startup, o carbono coletado é transformado em pigmento que, combinado com outros elementos reaproveitados, serve de matéria para a feitura de belos azulejos manufaturados, que podem decorar com elegância restaurantes, hotéis, lojas e mais.


Em sua primeira rodada de investimentos a Praan já recebeu aportes no valor de cerca de 1,5 milhão de dólares de investidores na Índia e nos EUA, mas o interesse vem surgindo dos diversos cantos do planeta – a poluição, afinal, é um problema global. A ideia é desenvolver programas para implantar todo o sistema, de filtros e reutilização do material poluente, em escolas, hotéis e centros industriais por toda Índia, mas não somente: sabendo que os países e as populações mais pobres são os mais afetados pela poluição, a ideia é trabalhar para manter o sistema eficaz e, ao mesmo tempo, barato – e, em breve, melhorar o que já criou, e desenvolver novas tecnologias para ajudar a limpar o ar que respiramos em todo o planeta.

Fonte: www.hypeness.com.br/2021/09/poluicao-esta-sendo-transformada-em-ladrilhos-elegantes-na-india/






Veja também



Maior usina hídrica e solar do mundo é inaugurada na Tailândia
24/11/2021
Técnica inovadora transforma lixo plástico em óleo de alta qualidade
17/11/2021
Deserto do Atacama vira destino de roupas descartadas no mundo inteiro
11/11/2021
Agenda de Eventos
10/11/2021