Novas regras para empresas que trocam óleo lubrificante




A atividade de troca de óleo lubrificante passa a ser enquadrada como ‘Depósito de Produtos Químicos e Produtos Perigosos – depósito e armazenamento de resíduos perigosos’.
Por isso, o preenchimento dos Relatórios de Atividades Potencialmente Poluidoras (RAPPs) e o pagamento da Taxa de Controle e Fiscalização Ambiental (TCFA) tornam-se obrigatórios.
Tem dúvida se sua empresa está regular?
Entre em contato conosco! Vamos te ajudar!
Acesse: https://bit.ly/2PjHZ1x




Veja também



COOMAT conta com um ponto de entrega voluntária (PEV) de resíduos eletrônicos
Franquia da Químea de Lajeado promove treinamentos e cursos para seus parceiros e clientes
Por que realizar monitoramento ambiental na sua empresa?
Escola recebe treinamento sobre gerenciamento de resíduos e preservação do Meio Ambiente.