Brasil perde R$ 3 bilhões ao ano por não reciclar resíduos




A estagnação das políticas públicas no setor dos resíduos sólidos tem provocado o aumento da quantidade de resíduos enviado para locais inadequados. A volta dos lixões gera mais impactos ao ambiente e à saúde da população, além de não incrementar a cadeia da reciclagem.

Conforme a Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais (Abrelpe), nos últimos cinco anos foram enviados para lixões 45 milhões de toneladas de materiais recicláveis, que poderiam movimentar mais de R$ 3 bilhões por ano. Entre 2016 e 2017, a quantidade de resíduos enviada para lixões aumentou 3%, segundo o Panorama dos Resíduos Sólidos do Brasil. O documento mostra ainda que 40,9% de todo o lixo gerado no Brasil não tem destinação correta.

A não implementação total da Política Nacional dos Resíduos Sólidos, aprovada há 8 anos, pode ser explicada por alguns fatores.

Pesquisa do Ibope aponta que, em 2018, das 1.816 pessoas ouvidas de todas as regiões, 98% percebem a reciclagem como algo importante. Porém, 75% delas dizem não separar seus resíduos no dia a dia, sendo que a geração de resíduos por pessoa no Brasil cresceu 0,48% de 2016 para 2017.

Entidades defendem que é preciso que os municípios brasileiros partam para soluções regionalizadas, como fizeram os Estados Unidos, que construíram 1.400 aterros regionais em 15 anos. Além disso, é importante que sejam criadas arrecadações específicas para cuidar da questão do lixo. De acordo com o Índice de Sustentabilidade da Limpeza Urbana (Islu), 61,6% dos municípios brasileiros não têm fonte de arrecadação para o setor. Mas entre as cidades que têm algum tipo de taxa ou tarifa para coleta e destinação do lixo, 70% dispõem os resíduos sólidos de forma adequada.




Veja também



Por que a sua empresa deve fazer parte do programa Água P.U.R.A.
Por que realizar monitoramento ambiental na sua empresa?
Royal Plaza Shopping instala Ponto de Entrega Voluntária (PEV) de resíduos eletrônicos
Concessionária Sul Veículos recebe PEV para entrega de resíduos eletrônicos