Startup de roupas produz camisetas biodegradáveis




Imagine usar uma camiseta sabendo que, quando ela não lhe servir mais, você poderá jogá-la na natureza, que ela desaparecerá sem deixar nenhum vestígio.

Essa é a proposta da startup londrina Vollebak, que está produzindo camisetas totalmente degradáveis. O tecido é feito à base de vegetais e algas e até mesmo a tinta da estampa é biodegradável. A empresa garante que, ao ser enterrada ou destinada para a compostagem, a camiseta desaparece em três meses.

A matéria-prima utilizada para a produção das peças é o eucalipto de florestas sustentáveis, com certificação FSC e PEFC. O tecido é composto por 70% de fibra de árvore e 30% de linho das plantas e a linha utilizada para a costura é feita com fio de algodão reciclado.
A estampa é impressa com tinta de algas, um pigmento natural bastante sensível que oxida ao entrar em contato com o ar. Isso significa que o verde da estampa vai mudando de cor com o decorrer do tempo, até desaparecer. Por este motivo, a recomendação do fabricante é que a peça seja lavada à mão e em água fria.

Algumas pessoas se perguntam se a camiseta corre o risco de desaparecer com o uso contínuo. Segundo a Vollebak isso não acontece, porque a peça só começará a se degradar quando for enterrada ou colocada em uma composteira, já que ela necessita de fungos, bactérias e do calor da terra para iniciar o processo de decomposição.

A startup está no mercado há cinco anos e foi fundada pelos gêmeos Nick e Steve Tidbal. Os dois já ganharam prêmios por outras criações, como a jaqueta de corrida que armazena energia solar para depois brilhar no escuro. As invenções dos irmãos Tidbal podem ser vistas no site da Vollebak.
A camiseta biodegradável está disponível na loja do site por 110 dólares e pode ser adquirida de qualquer lugar do mundo.

Fonte: https://www.pensamentoverde.com.br/sustentabilidade/startup-de-roupas-produz-camisetas-biodegradaveis/




Veja também



Empresa transforma resíduos em corantes para roupas
Holanda cria ciclovias que geram energia limpa
Saiba onde descartar resíduos eletrônicos de forma gratuita
Vietnamita usa capim para fabricar canudos compostáveis